Tuesday, August 30, 2016

A alvorada é um presente do céu para acabar com a noite escura na terra.

Monday, August 29, 2016

Meu Pai. Um figura linda...comportada, sabio...inteligente..Gosta de um bom papo....uma pessoa feliz...nunca reclama de nada...tem aceitaçao das coisas e entendimento.Sempre cuidadoso, zeloso com a familia e amigos.Tem 94 anos de sabedoria .Pai querido..Felicidades. Que hoje seja mais um dia de graça.Comemorar mais um dia de vida junto as pessoas que vce ajudou a vencer a crer na vida e a ser feliz.Deus o abencoe sempre e te dê Lucidez para o Sr poder sorrir e se alegrar cada dia mais.Parabens Papai. Amo muito vce.

Sunday, August 28, 2016

APRECIANDO A VIDA





Dedique dois minutos da sua vida para esta leitura, é muito linda!


“Cada dia que vivemos, é uma ocasião especial”

Portanto vamos ler mais e dedicar menos tempo na limpeza da casa.

Sentar na varanda e admirar a paisagem, sem precisar reparar se tem ou não ervas daninhas no jardim.

Passar mais tempo em companhia da minha família e dos meus amigos, e bem menos tempo trabalhando para os outros.

Me dei conta que a vida é um conjunto de experiências para serem preciadas e não sobrevividas.

Agora já não guardo quase nada.

Uso copos de cristal todos os dias. Visto roupas novas para ir fazer compras no supermercado, se estiver com  vontade de vestí-las. Não guardo o melhor frasco de perfume para as festas especiais, mas uso quando quero sentir sua fragrancia.

As frases “um dia...” e “um dia destes...”, estão desaparecendo do meu vocabulário.

Vamos fazer tudo que temos vontade, hoje...

Me chatearia pensar que não escrevi as cartas que queria porque a intenção de escrevé-las era “um dias destes...”

Me chatearia e me deixaria ainda mais triste saber que deixei de dizer aos meus irmãos e “filhos”, com suficiente frequencia, o quanto amo todos eles.

Agora procuro não retardar, esquecer ou conservar nada mais que poderia acrescentar sorrisos de felicidade e alegria à minha vida.

Cada dia que passa, digo para mim mesmo que este é um dia muito especial.

Cada dia, cada hora, cada minuto que passa... é especial.

Se você recebeu esta mensagem, é porque alguém gosta muito de você e te quer bem, e porque têm pessoas que você também gosta e ama...

Se estiver muito ocupado para dedicar alguns minutos do seu tempo e encaminhar a mensagem para outras pessoas, que você ama, ou se você preferir dizer para si mesmo que “assim que tiver um tempinho” a enviará, “um dia desses” poderia demorar muito, ou nunca chegar.

Esta mensagem contém alimento para alma. Dê aos outros mais do que esperam, e faça isso de bom gosto.

Não permita que um pequeno deslize danifique uma grande amizade.

Decore seu poema preferido, ou a música que gosta de ouvir.

Diga: “eu te amo”, somente quando seu amor for verdadeiro...

E se tiver que dizer: “Eu lamento muito”, olhe bem nos olhos da pessoa.

Namore pelo menos 6 meses antes de casar!

Se não acredita no “amor a primeira vista”, não zombe dos sonhos dos outros.

Ame profundamente e apaixonadamente, você pode se machucar, mas é a única maneira de viver a vida em sua totalidade.

Se não estiver de acordo, seja ao menos leal, fale lentamente, mas pense com rapidez...

Não ofenda, não julgue as pessoas pelo “o que ouviu falar destas”.

Se alguem lhe fizer perguntas que não quer responder, sorria e pergunte: “porque quer saber?”

Lembre-se que um grande amor, assim como um grande sucesso, comporta um grande risco.

Quando alguem espirrar, lhe deseje “SAÚDE”!

Sorria quando atender o telefone: quem estiver ligando vai perceber pela voz.

Case-se com alguém que gosta de conversar.

Quando envelhecer, a habilidade no conversar será mais importante de qualquer outra coisa.

Lembre-se que o silêncio, as vezes, é a melhor resposta.

Leia mais livros, assista menos TV, viva uma vida boa e honrável.

Mais tarde, quando não será mais jovem e lembrar do passado, vai saber como gozar a vida pela segunda vez...

Confie em Deus, mas feche bem o seu carro.

Uma casa feliz é o que mais importa. Faça tudo que estiver ao seu alcance para criar um ambiente tranquilo e em harmonia. Nunca interrompa alguém que lhe esteja demostrando afeto...

Aprenda todas as regras para quebrar algumas delas...

Lembre-se que o melhor relacionamento é aquele em que o amor entre duas pessoas é maior do que a necessidade que elas têm uma pela outra.

Não guarde esta mensagem, se não concorda com o que esta escrito... Mas se concorda faça ela circular e observe o que vai acontecer nos próximos cinco dias...
...vai receber uma surpresa agradável e descubrirá como você é importante para muitas pessoas.

Saturday, August 27, 2016

O DIREITO A PRIVACIDADE

O SOL TEM A NOITE COMO O SEU MOMENTO DE PRIVACIDADE.

RESPEITO

Não seja invasivo quando o outro anseia por privacidade.

DESRESPEITO

Ninguém tem alvará para invadir a privacidade da vida alheia

RELACIONAMENTO RESPEITOSO



 Observamos  que na vida não há nada que consiga   irritar mais o nosso próximo  do que o desrespeito pelo que chamamos de alfinetadas ou cutucadas. No mundo de hoje temos  como procedimento não escolher nada para nossos filhos, tentamos  apenas ajudá-los em suas escolhas. Portanto, não há como  sentir-se  bem, quando alguém tenta subtrair o nosso direito intransferível de fazer escolhas, quer seja do ponto de vista social, político, religioso ou de simples simpatia. Com o passar dos anos a gente sente-se já "velho"  para suportar este tipo de invasão de privacidade por quem não tem este direito, pior, sem nenhuma cerimônia.O direito  ao silêncio, ir, vir, e até de não ir ou não vir, bem como fazer ou desfazer não é apenas uma garantia do cidadão, é sobretudo um direito do ser humano. A delicadeza de gestos ou a elegância das palavras é uma cortesia que se impõe. Portanto, quando chegamos a certa idade este tipo de liberalidade não concedemos  " a ninguém  e a nada " . Estamos  em pleno exercício do " jus sperniandi", ou seja do nosso direito de espernear.

 Por fim, calamo-nos , porque a vida já nos  ensinou que conforme as circunstâncias  " falar só se for para melhorar o silêncio".

Conclusão : Evite fazer xixi nas costas de seu próximo,  para depois não ter que desculpar-se  dizendo que está chovendo.

O FACEBOOK E A VIDA PRIVADA



     O direito do cidadão contempla a liberdade, a prosperidade, a segurança e o respeito.
    
    As quatro paredes da vida particular é o  único refúgio contra o mundo público comum que a tecnologia da informação vem invadindo via Facebook.
    
    A Declaração Universal dos Direitos do Homem em seu artigo doze reza que "Ninguém será sujeito à interferência na vida privada, na sua família, no seu lar ou na sua correspondência, nem ataque a sua honra e reputação. Todo homem tem direito à proteção da lei contra tais interferências ou ataques.
   
    Como estamos percebendo a tecnologia (via internet) vem ameaçando a autonomia da vida particular, já provocando ações na Justiça Comum.

    O direito à intimidade é a esfera secreta do indivíduo na qual ele tem o poder legal de evitar os demais. É o direito que alguém reserva para si, sem nenhuma repercussão social, evitando as situações indevassáveis de pudor pessoal, o segredo íntimo, cuja mínima publicidade provocaria constrangimento ao cair em domínio público.
    
    Na internet é que cometem-se os principais abusos à intimidade e à privacidade. A proteção à intimidade, o sigilo são invioláveis à vida privada,  honra e a imagem das pessoas, assegurando o direito à indenização pelo dano material ou moral decorrente da violação.

    A tecnologia vem, portanto, tornando nossa vida cada vez mais vulnerável, razão pela qual ao escrever algo no "Facebook" é preciso que a pessoa tenha pelo menos a consciência sobre o destino e a quem atinge, analisando aquilo que ali posta, bem como efetuando uma avaliação do prejuízo da exposição de si mesma  e a causada a outrem,  sobretudo   considerando o grau de periculosidade do assunto.
    

O ANONIMATO E A CONSTITUIÇÃO FEDERAL


A nossa Constituição já completou vinte e cinco anos. Ela veda expressamente o anonimato sob a alegação de que ele impossibilita o debate, servindo a quem não consegue defender suas idéias à luz do sol, além de trazer em seu âmago a deslealdade.

A manifestação do pensamento é livre, a privacidade deve ser respeitada (sob o risco de transformar-se em calúnia, injúria e difamação); lembrando que numa democracia temos  o direito de dizer o que quisermos, sendo “genial” ou um “absurdo”, então não há razão para o exercício do anonimato.

Pode-se dizer o que entender, mas é preciso assumir o que disse e as conseqüências legais, se aquilo que disser causar dano moral  (cível)  ou penal.

Em democracia plena ouve-se, debate-se, argumenta-se. Não se faz ataques pessoais, morais ou ideológicos a quem disse; portanto não há razão para alguém esconder-se atrás do anonimato.

O DIREITO DE SER DEIXADO EM PAZ



O Tribunal da Cidadania , recentemente, trouxe à tona o debate sobre o chamado direito ao esquecimento, que trata do  direito de ser esquecido como O DIREITO DA PERSONALIDADE.

A pessoa terá o direito de não ser lembrada eternamente por equívoco passado ou por situações constrangedoras ou vexatórias como uma forma de proteger a dignidade humana.

A Justiça confirmou a tese de que ninguém é obrigado  a conviver para sempre com erros do passado.

O cidadão prejudicado por este tipo de exposição tem direito a ingressar em Juízo alegando que está sendo ferido o seu direito à paz, anonimato e privacidade pessoal.

Como se sabe os condenados que já cumpriram a pena têm direito ao sigilo da folha de antecedentes e à exclusão dos registros da condenação no Instituto de Identificação, assim, por melhores e maiores razões aqueles que foram absolvidos não podem permanecer com esse estigma, conferindo-lhes a Lei o mesmo direito de serem esquecidos.

O direito personalíssimo ao esquecimento estende-se também às novas tecnologias de informação ( mídias sociais, blogs etc...)

Para se caracterizar a quebra do direito ao esquecimento é necessário que haja uma grave ofensa à dignidade da pessoa humana, expondo-a exageradamente.

O tema tem encontrado espaço no meio jurídico para ser amadurecido, sob a argumentação do direito à intimidade e à imagem.

Assim, danos causados por informações ou revelações falsas, ou mesmo verdadeiras, mas da esfera da vida privada e da intimidade, são potencialmente muito mais nefastas e nem mesmo uma retratação publicada na mídia falada ou escrita terá  força suficiente para recolher as '  penas lançadas ao vento '; portanto, antes de se falar ou escrever deve-se analisar se o direito inerente à pessoa e sua dignidade, entre elas a vida, a honra, imagem, o nome e a intimidade está sendo ferido.

Desconhecer este direito é desconhecer o direito à reabilitação.

CONCLUSÃO : Toda pessoa tem direito a permanecer sozinha, esquecida e deixada em paz.

FONTE : Anotações do STJ, CONSELHO DA JUSTIÇA FEDERAL, TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL, STF E CÓDIGO CIVIL.

LIBERDADE E AUTONOMIA





Alguns autores e profissionais da Psicologia Moderna entendem que num relacionamento em que duas pessoas se tornam uma, o resultado final pode ser duas meias pessoas. É afirmação para ser objeto de reflexão uma vez que parece quase impossível que alguém consiga ser feliz sem autonomia. O estado de felicidade pressupõe que devemos estar conseguindo atender às nossas necessidades e expectativas.

A autonomia é a condição de estar livre para não ter de agir de maneira diferente da que você agiria se não houvesse aquele relacionamento.

Temos o direito e a obrigação coerente de sermos a própria pessoa (não cópia ou reprodução), escolher nossos caminhos, sentimentos, pensamentos e ações.

A dependência excessiva caracteriza-se pela não permissão em escolher. A pessoa sente-se na condição de fazer as coisas por obrigação, com medo de desagradar e de sentir culpa. É um relacionamento alicerçado na destrutividade.

Num encontro de pessoas há espaço para a troca de experiência, reciprocidade, entendimento e oferendas. TUDO PORÉM, POR ESCOLHA.

Há uma grande diferença entre querer fazer e ter quer fazer.

Havendo escolha, há serenidade. Quando há obrigação surge a culpa, a dependência e às vezes até o ressentimento.

Para que possa haver um bom relacionamento é imprescindível que cada um cuide bem de suas necessidades e da sua individualidade; enquantoambos devem cuidar das necessidades da relação entre eles, e entre eles e os filhos.

A nossa cultura social estimula a dependência psicológica entre as pessoas, especialmente a partir das atitudes dos pais; daí os choques da adolescência.

O ideal seria manter-se bem transparente no seio da família, que a autonomia e a liberdade não significam necessariamente desrespeito ou desobediência; e muito menos confronto.

Todos têm direito a espaço, tolerância e privacidade.

A partir de determinada idade os filhos vão criar um mundo social com amizades próprias, buscar seus interesses e objetivos, sem a idéia de que isso signifique abandono.

Proteção exagerada, apego e ciúme são posições familiares autoritárias.

“Vossos filhos não são vossos filhos. São a ânsia da vida por ela mesma. Eles vêem de vós, mas não vos pertencem”. (Kalil Gibran)

Concluindo: a flecha que voa continua amando o arco que permanece.
Para refletir: “Um filho é nosso coração que sai para outro corpo” (Afrânio Peixoto)

VIDA PESSOAL

Não permita a invasão de outrem, conforme a própria palavra traduz, é ' pessoal ',  defenda o seu  sagrado direito à privacidade. 

CASOS, CAUSOS & ACASOS



O RESPEITO A INDIVIDUALIDADE E PRIVACIDADE DO PRÓXIMO



O tema é controvertido e por isto, motivo até de grandes divergências.

O fato é que as diferenças marcam o jeito de cada um de nós, sejam elas marcadas pela educação, herança familiar, convivência e outras experiências de vida. Pensar em mudar o outro é engano, pois represar por muito tempo os sentimentos pode fazer romper a barragem e inundar o relacionamento.

Aprender com o outro é uma coisa, querer mudar o outro é falta de respeito, paciência e capacidade de viver em sociedade.

Quanto à individualidade é preciso que os espaços de cada pessoa sejam preservados e protegidos. A individualidade é o momento de intimidade sob todas as formas, razão pela qual ninguém deve se intrometer.

É como dizem : " larga deu sô!"
A privacidade é vizinha da individualidade.

Há momentos em que a pessoa não quer companhia, como no ritual do banho, nos cuidados com o corpo (sobretudo a mulher), e de estar só em seu quarto para esta prática. É um direito de estar consigo, que não deve ser tolhido.

Importante frisar que a individualidade está longe do egoísmo; pois é respeitar seus próprios princípios, o espaço alheio. É se permitir pensar em si sem ferir outrem.

Qualquer relação amizade, namoro, casamento só será harmônica se cada um respeita o espaço do outro.

"Se cada pessoa cuidar da sua própria vida, o mundo será melhor, não perfeito, mas muito mais feliz."

"Cada um tem a sua própria impressão digital, suas vontades, seus pensamentos, suas manias, hábitos, dificuldades e dons; e se você quer ter suas fronteiras, comece respeitando as dos que lhe cercam."

Finalizando, dar sugestões, opiniões, críticas construtivas, compartilhar é bem diferente de invadir a vida do próximo, seja perguntando quem era ao telefone (?), vasculhando celular, investigando e-mails, fiscalizando cartão de crédito, reclamando de horários, insistindo para ir a um lugar e o outro ter que ir para agradar alguém ou até escolhendo de quem você deve ou não deve gostar, ser amigo (a) ou não. Particularmente, tenho um carinho especial pelas pessoas que meus pais gostavam e tento preservar esta amizade, porque sei que ela teve motivos para existir.

Para ter paz, ofereça-a também!
Fonte de pesquisa : Internet (Equipe Blog Temático)
Interpretação de Ailton Petrônio de Castro
OBS: ESTE TEXTO FOI ESCRITO PARA QUE EU MESMO POSSA APRENDER A REDIRECIONAR MEU COMPORTAMENTO . SOU O MAIOR INTERESSADO EM PRATICÁ-LO.


INDIVIDUALIDADE E PRIVACIDADE

Este é um tema muito difícil de ser analisado, pois a sua compreensão equilibra-se como se estivesse sob “o fio da navalha”.

Sabemos que cada indivíduo é único, com impressão digital própria, vontade, pensamentos, manias e hábitos.

Respeitar é comportamental. Submeter-se às fronteiras. Por vezes ser taxado de individualista é engano, uma vez que nada mais é do que respeitar seus próprios princípios e o espaço alheio; dessa forma qualquer relação pode se tornar harmônica, quando as vontades e necessidades são consideradas. Certas coisas realmente são individuais, não há como fugir a isto.

Alguns autores afirmam que a privacidade é o momento que a pessoa vive sua intimidade em todas as suas formas, sobretudo sem máscaras e, é por isso que sendo momento ímpar não cabe intromissão. Individualidade e privacidade combinam momentos raros onde instinto e sinceridade prevalecem sem nenhuma pretensão. São momentos de libertação que variam de um simples pensamento a um grande sonho não cabendo pois, ter que pedir licença a alguém para estar a sós consigo mesmo.

Concluindo, uma pessoa pode aprender com a outra, mas uma pessoa não pode apossar-se da outra. O caminho de mudança é o aprendizado, um caminho de duas vias, como também é o amor. A individualidade foi colocada em nosso caminho para aprendermos a arte do respeito, da paciência e da capacidade de viver no meio dos homens.

Confesso que tenho muito a aprender.

Thursday, August 25, 2016

HISTÓRIA

SÃO DOMINGOS DO PRATA

- Em 17 de fevereiro de 1947 tomou posso como Prefeito o Sr. Duval Mendes.

- A região que hoje é ocupada pelo Município de Jaguaraçú chamava-se " Sesmaria de Pimenteira".

- Jaguaraçu

Jaguar = onça
Açu = grande

- Nome ALFIÉ

Divergem as opiniões quanto ao nome dado à localidade. A mais aceitável é, entretanto, a referente à qualidade do ouro que ali se extraía. Os compradores daquele metal pediam " ouro fiel", ouro de boa qualidade que deveria ser bem pesado ( levado ao fiel da balança).

Corrompida a pronúncia "ao fiel" torna-se "Alfié".

- EMANCIPAÇÃO

Em 1º de março de 1890, pelo Dec. nº 23 foi criado o Município de São Domingos do Prata que foi composto da seguinte forma:

* Distrito de São Domingos do Prata
                                                                { desmembrados de Santa Bárbara
* Distrito de São Miguel de Piracicaba


* Distrito de Santana do Alfié
                                                                { desmembrados de Itabira
* Distrito de Dionísio


* Distrito de Santo Antônio da Vargem Linda  { desmembrado de Mariana

CASOS, CAUSOS & ACASOS

O RADAR DEDO DURO

O Sô Carlos Enéas, homem de bom coração, direito, como ele se auto denominava; e VALENTE, fazia questão de dizer, acrescentando que tinha pouca leitura mas era destemido.

Há alguns anos, na época dos radares móveis utilizado pela Polícia Federal na BR 381, vinha ele de São Gonçalo do Rio Abaixo para o Prata, quando foi flagrado em excesso de velocidade - 120 km. Parado pela fiscalização ficou indignado:

__ "120 km por hora, mas como? Não tem ninguém dentro da cabine comigo, como vocês sabem?

E o guarda policial:

__ " Foi o radar que acusou".

E o Sô Carlos :

__ "O radar, onde está este f.d.p que me dedurou que eu mato ele, esbravejava revoltado.

O Sr. Adolfo da Vargem Linda que também havia sido parado pela Polícia, estava por perto, ouviu a conversa. Como foi liberado mais rápido, chegou primeiro ao Prata e procurou o Zezé, filho do Sô Carlos Enéas:

__ Oh Zezé, a Polícia Federal parou o seu pai por excesso de velocidade, que o radar acusou, e ele está no Posto de João Monlevade bravo demais.

E o Zezé:

__ "Mas o que ele tá dizendo?"

E o Adolfo:

__ "Ele tá falando que vai matar o tal de radar que dedurou ele!"

E o Zezé, valente como o pai:

__ " Ih danou-se, se papai falou que mata... Ele mata mesmo ! ".

Wednesday, August 24, 2016

FILOSOFIA
NÃO TENTE ENTENDER A TODO CUSTO, APENAS APRECIE

INTERESSE-SE POR VOCÊ

"Se alguém me perguntar quando comecei a sentir a minha vida mais interessante, eu tenho a resposta na ponta da língua: quando comecei a me interessar mais por mim. A ser mais gentil comigo. A dar menos espaço ao que não tem importância e a respeitar o tamanho do que, de fato, me importa. A querer me conhecer melhor. A ter bem menos pressa pra chegar sei lá onde. A apurar o ouvido pra sentir a música das coisas mais simples, que cantam bonito e muitas vezes baixinho. Quando comecei a me enjoar da mania de tentar entender tanto e abrir o coração para apreciar mais. Quando comecei a buscar conforto em estar na minha companhia."

Monday, August 22, 2016

FILOSOFANDO

O bom da maturidade é que ao nos aproximarmos dela já não nos ofendemos por pequenas coisas e passamos a evitar as comparações,  porque de certa forma já vivemos numa satisfação interior mais ajustada.

Quando a pessoa está com a auto estima em equilíbrio, sente menos necessidade  de obter reconhecimento do outro, já que a seletividade trouxe a beleza da simplicidade, a naturalidade do viver tornando o até então complexo modo de viver,  em sobriedade e humildade.