Thursday, April 27, 2017

❝Mas é preciso escolher. Porque o tempo foge. Não há tempo para tudo. Não poderei escutar todas as músicas que desejo, não poderei ler todos os livros que desejo, não poderei abraçar todas as pessoas que desejo. É necessário aprender a arte de 'abrir mão' – a fim de nos dedicarmos àquilo que é essencial.❞
Rubem Alves
O tempo e como os vinhos : apura os bons e azeda os maus ....

Wednesday, April 26, 2017

"Não há poder maior no mundo, que o do tempo: tudo sujeita, tudo muda, tudo acaba."
"Que a gente se livre dos pensamentos ruins, das escolhas erradas, das feridas que não fecham, das pessoas amargas e dos tormentos da alma." Amém
IMPONDERÁVEL
De pedrada de doido e coice de burro ninguém está livre

Thursday, April 20, 2017

Sorte pra mim é sol no sábado, é reunir os melhores amigos com chapeuzinho de aniversário. É saber que amanhã é feriado...sorte é saber que eu sou forte, capaz e saudável...é ter pra quem ligar quando quero rir...é ter alguém pra chamar quando eu quero colo...é ter certeza de que vai das tempo...de que vai dar SAUDADE ...e de que eu sou determinado a ponto de quebrar a cara e não desistir...SORTE É TER UM PASSADO DOCE E UM AÇUCAREIRO NAS MÃOS...Um bom dia! E um suave abraço!!!

Wednesday, April 12, 2017

XÔ MANIPULAÇÃO

Não raro no mundo de hoje percebemos o quanto aumentou a tendência à manipulação e a chantagem sobre o outro, especialmente na família.

Acima de tudo a verdade no ambiente familiar deve prevalecer. Findou-se o tempo em que o pai pagava as despesas e a mãe cuidava da casa; hoje ambos trabalham fora e a educação foi transferida para os avós, babás e as escolas. Essa situação, de certa forma, impede aos pais o estabelecimento de limites, fazendo-os perder a autoridade, ficando reféns de jovens tiranos da geração Ipod, Coca-cola e Justin Bieber.

O manipulador é egoísta, não leva em conta os direitos, as necessidades e anseios dos outros e não aceita bem ouvir um "não".

A manipulação pode ser explícita ou velada, atuando na publicidade midiática, na sociedade e na política.

O manipulador não sente dificuldade em mudar de opinião por conveniência, culpa o próximo, critica e julga, comumente também faz-se de vítima e usa bem a bajulação para convencer.

Para fugirmos à manipulação precisamos ter muita atenção a nossa intuição, colocando-nos a certa distância do outro.

NINGUÉM PODE FAZER COM QUE SINTA ALGO SEM VOCÊ PERMITIR.

Quando cultivamos a soberania de nosso poder interior, criamos a capacidade de definir limites. Agradar sempre é impossível. Ver-nos na defensiva pode parecer ao manipulador que estamos sob a sua influência; razão pela qual devemos ter nossas assertivas, comunicando sem atacar, os nossos propósitos de vida.

Tuesday, April 11, 2017

Ninguém nasce sabendo ser pai ou mãe. Quando os filhos chegam, desconheço que venham com manual do fabricante ou com instruções “de uso”. Ninguém poderia escrever um manual assim, porque cada um dos filhos é um universo único. O que se pode fazer é tão somente trazer aos pais algumas reflexões sobre o seu comportamento enquanto educadores dos seus próprios filhos.
No Brasil, Içami Tiba (Médico Psquiatra, Educador, Escritor) sempre nos convidou à refletir sobre a família e, em especial, à paternidade.
Não raro observamos filhos que maltratam e dominam os seus pais, demonstrando precocemente uma tendência à manipulação e à jogatina emocional movida à chantagem. Içami Tiba, em seu livro “Educação Familiar – Presente e Futuro”, ensina-nos a não ignorar tais situações:


“Se um filho ofende a mãe, esta não deveria atendê-lo. Se a mãe engole seco e procura atendê-lo, está reforçando a má educação. Se a mãe, sem ficar brava, disser claramente: “Se você me trata mal, eu saio de perto de você” (e se afasta), o filho vai aprender que se tratar mal as pessoas, elas se afastarão.

Não é interessante nem educativo a mãe se afastar em silêncio ou magoada. Tem de explicar que não aceitou como o filho a tratou. Não basta o filho vir e pedir algo outra vez. É preciso que antes peça desculpas pelo desrespeito. Este é o preço que o filho deve pagar por ter tratado mal a mãe. Se insistir com grosseria, ele que arque com outras consequências, que devem estar combinadas antes. Tudo o que é combinado tem de ser cumprido. Mesmo que a vontade dos pais seja perdoar, alimentam a má educação.”
A inércia, o silêncio, assim como atender ao filho quando este humilha, maltrata ou tenta de qualquer modo manipular os pais é anuir ao seu comportamento. É referendá-lo, incentivando-o a permanecer no equívoco da conduta. Estejamos atentos tanto aos nossos atos quanto às nossas omissões. A nossa atenção e cuidado quanto aos laços afetivos são provas de amor.

Tuesday, April 04, 2017

"Meu Deus, eu nunca agradeci por meus espinhos. Eu agradeci mil vezes por minhas rosas, mas nunca por meus espinhos. Ensine-me a glória da cruz que eu suporto; ensina-me o valor de meus espinhos. Mostre-me que eu chego mais perto do Senhor ao longo do caminho de dor. Mostre-me que, através de minhas lágrimas, as cores do Seu arco-íris são muito mais brilhantes."🍃🌻

Monday, April 03, 2017

nformamos aos amigos e clientes que nosso escritório está apto a efetuara todos os cálculos para qualquer tipo de aposentadoria pelo INSS, COM OU SEM O FATOR PREVIDENCIÁRIO. Para tanto, basta o cliente informar apenas o número do NIT, não é necessário nenhum outro documento, os quais serão obtidos pelo nosso escritório. Portanto, traga o número do seu NIT e nóe lhe informaremos tudo sobre sua aposentadoria e a contagem do seu tempo para se aposentar, COM EOU SEM O FATOR PREVIDENCIÁRIO.
Para informações: (31) 38151-4682 e (31) 99963-0279 
WhatsAPP (31) 99963-0279
Bendita seja essa esperança plantada no peito, regada com fé, que faz a gente acreditar de novo, de novo e de novo, que tudo pode melhorar!
.
Inês Seibert
Texto escrito originalmente por Isaac Asimov.

Quando eu estava no exército, fiz um teste de aptidão, solicitado a todos os soldados, e consegui 160 pontos.
A média era 100.
Ninguém na base tinha visto uma nota dessas e durante duas horas eu fui o assunto principal.
(Não significou nada – no dia seguinte eu ainda era um soldado raso da KP – Kitchen Police)
Durante toda minha vida consegui notas como essa, o que sempre me deu uma ideia de que eu era realmente muito inteligente. E eu imaginava que as outras pessoas também achavam isso.
Porém, na verdade, será que essas notas não significam apenas que eu sou muito bom para responder um tipo específico de perguntas acadêmicas, consideradas pertinentes pelas pessoas que formularam esses testes de inteligência, e que provavelmente têm uma habilidade intelectual parecida com a minha?
Fonte: huffpost.com.
Por exemplo, eu conhecia um mecânico que jamais conseguiria passar em um teste desses, acho que não chegaria a fazer 80 pontos. Portanto, sempre me considerei muito mais inteligente que ele.
Mas, quando acontecia alguma coisa com o meu carro e eu precisava de alguém para dar um jeito rápido, era ele que eu procurava. Observava como ele investigava a situação enquanto fazia seus pronunciamentos sábios e profundos, como se fossem oráculos divinos.
No fim, ele sempre consertava meu carro.
Então imagine se esses testes de inteligência fossem preparados pelo meu mecânico.
Ou por um carpinteiro, ou um fazendeiro, ou qualquer outro que não fosse um acadêmico.
Em qualquer desses testes eu comprovaria minha total ignorância e estupidez. Na verdade, seria mesmo considerado um ignorante, um estúpido.
Em um mundo onde eu não pudesse me valer do meu treinamento acadêmico ou do meu talento com as palavras e tivesse que fazer algum trabalho com as minhas mãos ou desembaraçar alguma coisa complicada eu me daria muito mal.
A minha inteligência, portanto, não é algo absoluto mas sim algo imposto como tal, por uma pequena parcela da sociedade em que vivo.
Vamos considerar o meu mecânico, mais uma vez.
Ele adorava contar piadas.
Certa vez ele levantou sua cabeça por cima do capô do meu carro e me perguntou:
“Doutor, um surdo-mudo entrou numa loja de construção para comprar uns pregos. Ele colocou dois dedos no balcão como se estivesse segurando um prego invisível e com a outra mão, imitou umas marteladas. O balconista trouxe então um martelo. Ele balançou a cabeça de um lado para o outro negativamente e apontou para os dedos no balcão. Dessa vez o balconista trouxe vários pregos, ele escolheu o tamanho que queria e foi embora. O cliente seguinte era um cego. Ele queria comprar uma tesoura. Como o senhor acha que ele fez?”
Eu levantei minha mão e “cortei o ar” com dois dedos, como uma tesoura.
“Mas você é muito burro mesmo! Ele simplesmente abriu a boca e usou a voz para pedir”
Enquanto meu mecânico gargalhava, ele ainda falou:
“Tô fazendo essa pegadinha com todos os clientes hoje.”
“E muitos caíram?” perguntei esperançoso.
“Alguns. Mas com você eu tinha certeza absoluta que ia funcionar”.
“Ah é? Por quê?”
“Porque você tem muito estudo doutor, sabia que não seria muito esperto”


E algo dentro de mim dizia que ele tinha alguma razão nisso tudo.
Há muitos amores de verdade que dizem tudo. O cúmplice acontece. O de mãe engrandece. O de pai conhece. O sagrado é prece. O de irmão oferece. O da pele enlouquece.
Mas só um entardece.
O amor que agradece.
Dan Cezar( via Graça Pena)